Categoria: Homens x Mulheres


Pode o namoro sobreviver a quem ama demais?

Você tem valor? Então mostre!

O fato de o amor ser um sentimento bom não significa que as pessoas possam lidar com ele de forma descontrolada e sem limites. O seu excesso pode trazer conseqüências para ambos, mas principalmente atinge o parceiro que tem tal distúrbio, uma vez que a maior vítima de todo vício é o próprio viciado.

Um dos maiores problemas enfrentados por quem apresenta esse distúrbio está no fato de que na maioria das vezes seus sintomas são imperceptíveis pelas suas vítimas que convivem por boa parte da vida com o problema sem sequer saber. Pessoas que não conseguem se auto afirmar em nenhum relacionamento amoroso, e que frequentemente sofrem em demasia quando algo no namoro vai mal, acabam por causar uma ansiedade excessiva que não raramente levam ao fim o relacionamento.

O fato de algumas pessoas não aceitarem algumas derrotas e o medo excessivo enfrentado por elas quando se trata de ficar sozinhas demonstra uma clara dificuldade que estas têm de olhar para si e encarar os desafios da vida sozinhas. Para esses indivíduos o fim de um namoro por menos duradouro que seja , ou qualquer outra ameaça que por ventura imaginam estar acontecendo em seu relacionamento pode significar sofrimento insuportável e levá-las a comportamentos deliberadamente exagerados e equivocados.

O medo de que algo de errado possa vir a acontecer ronda as mentes daqueles que amam demais. Em suas atitudes cercadas de um ciúme exagerado originado da falta de confiança própria os leva constantemente a viverem na “corda bamba” em relação aos seus pares amorosos. Quem gostaria de ter um namorado ou namorada que vez ou outra se descontrola ora de ciúmes, ora por não saber o que quer do namoro ou simplesmente por que não consegue se sentir bem internamente.

A incapacidade de cuidar de si sozinhos pode ser uma das características mais marcantes daqueles que amam demais. Para essas pessoas seria impossível viver bem sem que alguém estivesse ao seu lado, vivendo exclusivamente um romance estável e sedimentado, e esta insegurança em demasia se traduz em atitudes que em vez de preservar a relação afetiva acaba por afastar a pessoa amada.

Por outro lado manter um namoro com alguém que se encaixa no perfil daqueles que amam demais pode ser algo não muito agradável. É importante que ao deparar com alguém com esse tipo de comportamento possamos mostrar serenidade e agir de forma sutil para evitarmos agravar ainda mais a situação.

Não é possível, obviamente, exigir que sejamos “homens de gelo”, frente às decepções da vida amorosa, os mais poderosos homens e mulheres já fizeram concessões inimagináveis em nome do amor. O que se busca enfatizar é o fato de que algumas pessoas acabam por transpor a tênue linha do que seria uma reação aceitável de decepção e tristeza por alguma perda, e transformam em um grande drama para suas vidas.



Comentários

, em

   

Insira seu Comentário aqui:

        Nome:    

    Mensagem:
                       

CAPTCHA

Digite as letras da imagem: