Categoria: Homens x Mulheres


Reaprender a namorar depois da separação


Sabe-se que os relacionamentos amorosos quando chegam ao fim costumam deixar seqüelas para o casal, afinal de contas depois de anos juntos é quase impossível que haja uma ruptura sem mágoas. Voltar ao mercado e buscar um novo parceiro pode ser um pouco mais complicado para quem saiu de um casamento estável e longo. Isso não significa, porém que a mulher que passou muito tempo na estabilidade ao lado de um homem não possa retomar a sua vida afetiva.

Para que haja de fato um recomeço é preciso aceitar a separação, e isso implica em aceitar que a partir de agora será uma nova mulher que terá uma nova vida, diferente daquela que estava acostumada a ter por longos anos. Encarar a mudança como algo positivo é fundamental para superar a fase de transição. Reconstruir sua vida afetiva é apenas uma parte do processo que envolve o recomeço, mas é também algo que precisa ser feito com alguns critérios para que não torne ainda mais difícil o recomeço.

Um dos segredos para quem deseja voltar a namorar sem muitas dores de cabeça é não ter pressa. Não pense em encontrar um novo amor o mais rápido possível só para preencher o espaço deixado pelo anterior nem tampouco queira causar ciúmes no seu ex, pois nesse casso você provavelmente será a vítima do equívoco que criou.

O casamento do qual você saiu acabou e precisa ser sepultado, assim é aconselhável viver o presente, evite a todo custo ficar remoendo as mágoas do relacionamento que chegou ao fim. A separação física é apenas uma das etapas que compõe a separação como um todo, e só estará de fato separada quando acontecer a separação psicológica.

Não assuma compromissos sérios sem antes ter certeza de que está preparada para tal. É muito comum as pessoas dizerem que se separaram, por que estavam asfixiados pela relação, que precisavam de liberdade, mas na verdade acabam assumindo tão rapidamente outro compromisso amoroso que se tem a impressão que apenas mudaram de endereço.

Renove-se. Antes de qualquer coisa pense na oportunidade de mudar aquilo que tinha vontade, mas não podia. Mudar a decoração da casa, renovar o guarda roupa dar uma repaginada no visual são atitudes que podem ajudar a melhorar a sua auto-estima e isso fará diferença na hora enfrentar essa nova fase.
Não fique parada esperando que o seu novo companheiro vá te procurar no seu doce lar. Assim que se sentir pronta para experimentar novos relacionamentos amorosos vá à luta. Sair de casa, viajar, conhecer pessoas, iniciar novos projetos, fazer cursos, aprender a dançar, freqüentar academia são exemplos de atividades que ajudarão você a reconquistar confiança em si.

Não se esqueça que o mundo mudou. As pessoas hoje já namoram também pela internet, pode ser que você não goste de namoro virtual, então pelo menos poderá tentar conhecer alguém pela internet e conduzir o relacionamento para o mundo real. A única objeção é que no namoro ou paquera pela internet terá de ficar atenta quanto aos perfis mentirosos e não passar informações pessoais. Se encontrar alguém interessante e quiser marcar um encontro, que seja em local público.

Seja exigente. Não aceite qualquer um só porque o seu casamento fracassou e você está carente. Não insista em namoros em que não se sinta à vontade, ou que não é correspondida. O fato de você querer recomeçar a namorar, de freqüentar os lugares mais propícios, de se informar adequadamente não significa que está desesperada, então esforce-se para fazer cada coisa a seu tempo e nunca demonstre desespero.

Recomece sem traumas. Quando se decide novamente ir ao mercado para recomeçar a namorar é preciso que a nova experiência esteja isenta dos erros cometidos nos relacionamentos anteriores, contudo isso não deve ser feito a custas de traumas e não pode inibir que os novos relacionamentos sejam intensos.

Não tenha medo da vida. Um dos maiores erros que se pode cometer é não tentar por medo de errar. Invista em seus sonhos sem esperar muito do outro, mas com humildade e perseverança afinal o tempo voa e a vida é breve.



Comentários

severino lazaro, em 08/03/2014 - 06:23

meus e rro foi nao seguir os meus pricipios
   

lIzrMdyghHehYZThm, em 19/09/2012 - 13:15

Parabe9ns pela coragem de evscerer isso. Perfeito quando vocea diz que fez uma prova que vocea se daria 10. c9 isso que no fim das contas importa.Agora, sere1 que ne3o passou pela sua cabee7a que a banca talvez simplesmente ne3o tenha entendido o que vocea escreveu? E por isso preferiu ne3o arriscar? Sere1 que vocea de certa forma ne3o este1 mais atualizado que a banca? Ne3o que tenha ocorrido neste caso especedfico, mas je1 vi isso acontecer ve1rias outras vezes. Na fanica banca para professor na qual participei, na nossa e1rea de CI, um professor da banca me criticou veementemente pq citei a wikipedia(!). Como algue9m que atua na CI ne3o compreende isso? Pra mim ficou claro que ele ne3o entendia o que eu estava dizendo. E aed, pacieancia.De qualquer forma, sua contribuie7e3o para a CI na minha opinie3o e9 mais importante do que a de muitos professores estabelecidos e tenho certeza de que quando vocea se tornar professor podere1 contribuir muito mais.Parabe9ns!
   

fiHUJngmjj, em 19/09/2012 - 01:40

Meu querido Nepf4,Concordo tttelmanoe com o coment da Sarita!Ser diferente de1 trabalho e requer coragem, muita coragem, sobretudo para ne3o ter medo de enfrentar frustrae7f5es e decepe7f5es, que se3o certas para aqueles que optam por ne3o se conformar com a mediocridade.Eu sei que a orae7e3o da serenidade e9 o seu mantra preferido. Mas eu ne3o posso deixar de te dizer que a sua reprovae7e3o me fez lembrar de uma frase que ouvi certa vez do meu orientador do mestrado: vocea ne3o vai conseguir mudar nada estando dentro da instituie7e3o em que vocea trabalha . Na e9poca a frase me bateu muito mal. Hoje, e a cada dia que passa, mais eu concordo com ele.Embora eu saiba que vocea acredite que a sala de aula e9 domednio irrestrito do professor, a resposta dos deuses da UFRJ me de1 mostras que as dimensf5es desse cercadinho ve3o muito mais ale9m do que supf5e a nossa ve3 filosofia Admiro muito a tua disposie7e3o, sobretudo essa, de se expor pre1 curar tuas feridas.Creio que esse episf3dio foi sf3 um teste.Continuo apostando na tua plena disposie7e3o para Ser. E confio que sobreviver havere1 de ser apenas uma decorreancia disto!Em frente Um beijo.
   

Insira seu Comentário aqui:

        Nome:    

    Mensagem:
                       

CAPTCHA

Digite as letras da imagem: